Sobre Junqueiro

JUNQUEIRO INFORMA

II Seminário de Enfrentamento à Violência contra Mulher.

27.11.14

 Em alusão ao Dia Internacional da Não Violência Contra a mulher (25 de novembro), a Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou nesta quarta-feira (26 de novembro) no auditório do Hospital Municipal Teófilo Pereira, II Seminário de Enfrentamento à Violência contra Mulher.

A Secretária Municipal de Assistência Social, Silvana Pereira, apresentou a criação da Coordenação Municipal da Mulher, que ficará vinculada a sua Secretaria e sob a responsabilidade da assistente social, Nayhana Calandrine.

Regina Lopes e Marciel Pereira, representantes estaduais do Pacto Nacional à Violência contra Mulher, foram os expositores do evento. Eles trouxeram dados acerca de como se configura essa violência no país e também no Estado de Alagoas. Colocaram também os fatores culturais e sociais, que reforçam esse tipo de violência e a importância de um ter um órgão municipal, como a Coordenação Municipal da Mulher, para o fortalecimento da rede de proteção aos diretos da mulher.

Esta coordenação, que estar vinculada a Secretaria Municipal de Assistência Social, foi colocada pelo prefeito, Fernando Pereira, por este entender a necessidade de se trabalhar mais especificamente, as temáticas relacionadas às mulheres junqueirenses, de vários  aspectos, mas principalmente pelo combate a violência doméstica.

Dando continuidade, as atividades, na quinta-feira (26 de novembro), foi realizada uma ação com a Unidade Móvel de Atendimento a Mulher, no povoado São Benedito. Esta ação aconteceu na sede da Associação de Desenvolvimento Comunitário do Povoado São Benedito, presidida pelo Sr. Roberto Rocha.

A assistente social, Izabel Maia Gomes, coordenadora das Unidades Móveis de Enfrentamento à Violência contra Mulher e também secretária do Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo, e Maria de Lurdes Brandão, apoio logístico da Unidade Móvel, ambas representantes da Secretaria Estadual da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos, explicaram as mulheres e homens, presentes a importância da Lei Maria da Penha, qual o público alvo que a lei beneficia e também quais os órgãos e equipamentos fazem parta da rede de atendimento as mulheres vítimas de violência.

Foi apresentada a comunidade, o ônibus, que serve como Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência contra Mulher, e que beneficia principalmente as mulheres do campo, que por vezes têm dificuldade no acesso as áreas urbanas, nas quais estão localizados os equipamentos públicos que prestam esses serviços.



Notícias relacionadas

Companhia da Mídia