Sobre Junqueiro

JUNQUEIRO INFORMA

Secretaria de Saúde promove reunião para fortalecer o enfrentamento a Sífilis

16.02.17

 

A Secretaria Municipal de Saúde, através da vigilância Epidemiológica, realizou, na última sexta-feira, dia 10/02/2017, com os enfermeiros do HMTP uma breve atualização sobre sífilis adquirida e gestacional. Na oportunidade foram discutidas estratégias para o fortalecimento do enfrentamento da sífilis pelo município e padronização de condutas do HMTP e Atenção Básica, qualificando e integrando à assistência aos pacientes com diagnóstico de sífilis.

Nos últimos 10 anos houve um aumento de 70% de casos da sífilis congênita em Alagoas, um número bastante preocupantepois adoença é de fácil diagnóstico e tratamento,podendo ser prevenida por meio do uso de preservativo que é distribuído pelas unidades de saúde.

A sífilis é uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Treponema pallidum, através da relação sexual desprotegida, e que quando não tratada precocemente  pode evoluir para uma enfermidade crônica com sequelas irreversíveis em longo prazo. A infecção pode ser transmitida da mãe para o filho em qualquer fase da gestação ou no momento do parto, ocasionado a sífilis congênita que pode causar aborto, má formação do feto e até morte. Todas as pessoas sexualmente ativas devem realizar o teste para diagnosticar e tratar o mais precocemente possível, principalmente as gestantes para evitar a transmissão vertical (de mãe para filho). A sífilis tem cura, desde que o tratamento seja feito oportunamente. A partir do tratamento adequado da gestante e do seu parceiro sexual, o bebê nasce livre da doença, ou seja, a sífilis congênita é evitável.

            Como forma de ampliar o diagnóstico da sífilis, o teste rápido está disponível em todas as Unidades de Saúde de Junqueiro e no Hospital Municipale o esultado é liberado em 20 minutos facilitando o acesso ao diagnóstico precoce.



Notícias relacionadas

Companhia da Mídia